EJACULAÇÃO FEMININA EXISTE?

 

Apesar de controversa, a ejaculação feminina existe,  pelo menos, é o que garante os estudiosos do assunto. Etimologicamente a palavra ejacular significa expelir líquido em forma de jato. Por isso é que a ejaculação está mais associado ao ato masculino no momento do gozo.

 

A jornalista Laísse Oliveira, 28 anos, revela que se surpreendeu quando ejaculou pela primeira vez. " No momento que eu estava gozando, foi tão intenso, que saiu uma enxurrada de líquido da minha vagina encharcando a cama do meu namorado, ficamos assustados", conta.

 

A ejaculação feminina acontece quando a mulher sente uma onda de prazer muito forte expelindo um líquido após o orgasmo. A quantidade, às vezes, pode ser maior que a do sêmen (15 a 200ml).

 

O líquido expelido é transparente e inodoro, às vezes, leitoso. Esta substância de consistência rala, ou viscosa excretado pelas glândulas de Skene (equivalente a próstata masculina) não deve ser confundido com lubrificação feminina, esta acontece antes e durante a relação sexual.

 

Segundo os especialistas, nem toda mulher ejacula e mesmo as que experimentaram o fenômeno, não o conseguem com frequência. Ele ocorre quando o ponto G é estimulado garantindo a mulher orgasmos múltiplos.

 

Há cinco anos um grupo de cientistas britânicos negaram a existência do ponto G, tal afirmação acirrou o debate e as controvérsias, também, sobre a ejaculação feminina. Mas, o fato é que: quem experimentou o fenômeno garante que ele é real,  sendo a sensação mais intensa e maravilhosa do mundo.

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

           www.janelafeminina.com

 created  by Marlúccia Araújo 2015

        Web designer:  Lucas Reis