COMO VEMOS O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Dia Internacional da Mulher é, sobretudo, um evento político em que se comemora as conquistas sociais e trabalhistas do sexo feminino ao longo dos últimos 159 anos.  A data foi oficializada pela ONU em 1910 numa conferência na Dinamarca.

Porém, nada veio de graça. Nessa história nem tudo são flores e fitas cor-de-rosa, pelo contrário, o vermelho seria a matiz mais apropriada para simbolizar  este "presente". Pois, para que tivéssemos um dia dedicado a nós, 129 tecelãs de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque foram sacrificadas. Elas foram covardemente queimadas, simplesmente porque reivindicaram melhores condições de trabalho, salários mais dignos e redução da absurda jornada de 16 para 10 horas.


 

Mas não precisamos carregar esta culpa, ela não nos cabe. O Dia Internacional da Mulher também significa celebração, mimos, declarações de amor e afeto que recebemos dos filhos, amigos, maridos, namorados e colegas de trabalho. Ah! se por acaso, algum deles cometer a insensatez de não nos parabenizar ou deixar de mandar mensagens fofas de reconhecimento pelo whatsApp, nosso mundo desaba! É como se eles tivessem esquecido nosso aniversário, é o fim... (risos).

Que mulher não gosta de acordar neste dia (que acreditamos visceralmente ser tão especial) já sendo homenageada: receber carícias, um bouquet de flores, café na cama e reafirmações sussuradas de que somos única, imagem perfeita da criação divina? Homens não ousem infrigir esta lei! Esforcem-se para valorizar esta divindade (yan) que complementa harmoniosamente o elemento  masculino (yang).

Parabéns a todas as mulheres! Que assim como eu, sabem "a dor e a delícia" de carregar na sua essência seus pudores, desvarios, contradições e  uma imensurável capacidade de amar e perdoar. Como dizia a filósofa Simone de Beauvoir: "Não se nasce mulher, torna-se mulher". Somos uma joia em constante processo de lapidação.


 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

           www.janelafeminina.com

 created  by Marlúccia Araújo 2015

        Web designer:  Lucas Reis