SUA MENSTRUAÇÃO DIZ MUITO SOBRE VOCÊ

O cientista e ginecologista Elsimar Coutinho defende a ideia de que a menstruação ou catamênio (seu outro nome) é uma sangria inútil. E que atrelar a feminilidade, fertilidade e juventude da mulher ao ato de menstruar é um erro que precisa ser consertado. Para ele a menstruação é sinônimo de  desconforto e sofrimento feminino, por causa das doenças catameniais (TPM, enxaqueca, mudança de humor etc.) que ela traz a reboque.

No entanto, nem todas as autoridades médicas concordam com o renomado cientista baiano. Uma dessas personalidades é  a colombiana Sajeeva Hurtado, especialista em  Patologias Femininas pela Medicina Chinesa em Nanjing (China). Segundo ela, a menstruação, assim como a ovulação, é uma função fisiológica da condição feminina e não deveria envolver transtornos e sofrimentos para a mulher. Quando isso ocorre é por conta da má alimentação e do desequilíbrio emocional, fatores que afetam diretamente  os órgãos que estão intimamente ligados ao processo menstrual: rins, fígado e pâncreas.

#RINS: encarregados pelo desenvolvimento e reprodução do corpo. Contém a memória ancestral relacionada ao nosso DNA.

#FÍGADO: encarregado de limpar e distribuir o sangue a todas as partes do corpo.

#PÂNCREAS: encarregado de produzir sangue através dos alimentos e de conter a menstruação por meio da força e tônus das veias e artérias.

Nós já sabemos que nosso corpo grita, fala e manda sinais o tempo todo. Ele se expressa de várias formas para dizer que estamos radiantes ou que algo não vai bem conosco. Quando nossas emoções se desequilibram os reflexos são  observados no corpo através de inúmeras doenças. 

No caso da menstruação aspectos como: tonalidade, espessura, odor e intensidade do fluxo dão pistas sobre a saúde da mulher, portanto é importante ficar atenta aos sinais. De acordo com Sajeeva Hurtado uma menstruação fisiologicamente saudável corresponde entre 50 a 80ml de fluxo por período (pode ser medido com coletor menstrual), que escorre de dois a cinco dias no máximo. O sangue é vermelho-vivo, sendo que nos primeiros dias é um pouco mais escuro e grosso devido à concentração. No decorrer dos dias se torna mais líquido. Não possui mau-cheiro, nem coágulos. O sangramento começa com sangue, nunca com manchas amarronzadas ("borra de café") e não tem interrupções ao longo do dia.

Pensamentos obsessivos, estresse, medo, angústia, raiva, vida sedentária, ingestão de alimentos gordurosos, processados, ricos em sódio, farinhas e açúcares refinados, chá-mate, café, refrigerantes, produtos lácteos impactam sobremaneira a saúde da mulher no período pré-menstrual e durante o catamênio.

A fim de promover a cura definitiva  dos sintomas e das doenças catameniais a especialista recomenda a prática de atividade física; meditação; conexão com a natureza; beber  pela manhã um copo de  água com uma colher de vinagre de maçã, para deixar o sangue mais alcalino; a ingestão de alimentos integrais; uma dieta  de “jejum verde”, pelo menos uma vez por mês (couve, acelga, pepino, espinafre, alface etc.). Afastar-se de situações estressantes e pessoas tóxicas; reconhecer e acolher a raiva. “trazê-la à consciência para que ela não se aloje no seu fígado”, aconselha.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

           www.janelafeminina.com

 created  by Marlúccia Araújo 2015

        Web designer:  Lucas Reis